...quase a chegar


se eu pudesse parava o tempo...
parava o tempo para vos agarrar...
quero que sintam que eu estou aqui sempre. preciso que saibam que nada do que está para acontecer tirará nem apagará o amor, o espaço e a importância que vocês os dois têm para mim... foram os primeiros, o primeiro e o segundo, mas acima de tudo os primeiros. fomos unidos desde aquele primeiro teste até ao dia que vos tive nos braços cheia de medo, apavorada, tão cansada, mas feliz. 

está para chegar um mano, o vosso primeiro mano que não seja o vosso gémeo... sempre quis isto, sempre vos quis dar um mano, um mano mais novo, um bebé, e esse bebé está quase a chegar. 
se eu sei como fazer isto de chegar a casa um dia e haver mais um... não, não sei. 
quero que seja perfeito, sem grandes alterações à vossa vida, mas não sei se o que pensei programar, o que pensei organizar é o ideal... vocês surpreendem-me todos os dias, muito pela positiva e algumas vezes fico surpresa de não estar a contar com algumas atitudes ou reacções. não quero que sofram com nenhuma decisão que eu tenha tomado em vosso nome, no entanto sei que ter mais filhos fazia parte dos meus planos, nossos, do pai e mãe, para a nossa família, esperando que ao chegar seja aceite, amado e muito querido por vós. 

a diferença de idades, se bem que ao princípio me tenha assustado, percebo hoje que faz o seu sentido... talvez seja essa diferença que me vai ajudar a nunca vos atropelar de mimos, que nunca me vai fazer colocar um em frente do outro, como sempre fizemos até aqui, não fosse eu extremamente preocupada com esse lado da vida de gémeos. cada um com o seu espaço, cada um com o seu tempo. quero acreditar que estão para chegar dias bons, muitos bons, para nós os cinco e para esta nova vida. que o coração cresça e que saiba acolher todos vocês à vossa maneira e à minha. sou feliz convosco e quero muito que este novo bebé faça parte de vocês desde o primeiro momento. não sei se será fácil, aliás sem prever o futuro, sei que nem sempre o será, mas obriguem-me a ser sempre melhor, chamem-me, agarrem-me, mimem-me, peçam-me tempo, mimos, beijos, abraços como têm feito até aqui, eu serei sempre vossa... mãe. 

meus queridos filhos crescidos... antes de qualquer outro filho, foram vocês que me fizeram quem sou, foram durante tanto tempo o melhor de mim... acreditem que serei sempre vossa amiga e mãe. adoro-vos como nunca pensei adorar ninguém, quero-vos como nunca quis nada na vida e espero que tudo o que vier, seja vivido intensamente por todos, em família. a nossa... que está prestes a crescer. 

9 comentários:

  1. Mto bonito. Q venha a boa hora!

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Oh... fiquei contagiada com o carinho e com a felicidade, que corra tudo bem!!!

    Beijinhos**

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada querida mariana! ele já chegou e tem sido uma semana sem dúvida "eyeopening" mas vamos dar tempo ao tempo...

      Eliminar